Porque nem todo mundo nasce com vocação pra alguma coisa. Agora eu tenho a Lis!

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Semana Mundial da Amamentação 2016

Semana mundial da amamentação! O melhor que você pode fazer pra conseguir amamentar, durante a gravidez, é se informar. Leia muito, tudo o que puder, assista vídeos da pega certinha, busque grupos de apoio, entenda o que são os picos de crescimento, saiba que no começo não é fácil nem mágico como querem que a gente acredite. Quando nascer, respire fundo, acredite na capacidade do teu corpo de nutrir teu bebê, continue buscando informação, procure um pediatra a favor da amamentação. Você sabia que existem CONSULTORAS DE AMAMENTAÇÃO? Claro, se esse for o TEU desejo. Amamentar é muito mais do que uma entrega física, é uma entrega psicológica e sabemos que, em função de inúmeras questões, não são todas as mulheres que conseguem seguir nessa jornada. Acredite, não é somente o ato de amamentar que cria vínculo. Amamentar ou não não te define enquanto mãe. Pra mim, amamentar é uma questão de praticidade e economia financeira. Muitas vezes, o que você precisa fazer pra sair da dor e viver o prazer de dar mamá é muito pouco, é um posicionamento a ser reajustado, uma medida postural ou um abraço apertado de quem entende o que você está vivendo. Mas ás vezes precisa uma força de vontade descomunal! Por isso, antes de desistir, ou até mesmo depois de já ter introduzido a fórmula, se a TUA vontade de continuar alimentando teu bebê no seio for maior, procure ajuda de uma consultora de amamentação. O investimento é pequeno perto do benefício! As campanhas de amamentação não querem te pressionar, elas apenas tentam desmistificar tantos mitos criados pela indústria do leite em pó! Aquela mesma indústria que nos anos 40 dizia que leite condensado era um ótimo substituto para o leite materno, que não faria diferença alguma. Quando vejo fotos das torres de lata de leite pra comemorar o primeiro aninho, mostrando quanto as crianças haviam consumido naquele período, consigo entender porque as mulheres da geração da minha mãe tantas vezes me diziam que "chega uma hora que o leite não sustenta". E o melhor que você pode fazer por uma mãe que está amamentando: ofereça apoio! Lave a louça, alimente-a, ofereça um copo de água, pergunte se ela deseja tomar um banho quente e relaxado, ESCUTE-A, abrace-a e a deixe CHORAR! Não indique aquela mamadeira da meia-noite pro bebê dormir melhor, não diga que a chupeta foi a salvadora da tua vida, não fale que o bebê está chorando de fome, não conte que o que aconteceu com a filha da vizinha: você pode, sem querer, dar o start pra amamentação dela degringolar! Se quiser ajudar além disso, leve-a ao banco de leite mais próximo ou dê como presente a ajuda de um profissional! E se por acaso a tua história de amamentação não foi como esperado, não se culpe por isso. A maternidade já é um chacoalhão grande demais pra você ainda ter que ficar justificando coisas que nem sempre estão ao teu alcance!